domingo, 30 de setembro de 2018

Avião que caiu em Boa Viagem trouxe milhões para abastecer apoio a Haddad, diz revista ISTOÉ

A revista Isto é deste final de semana traz como destaque suposta operação encabeçada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de dentro da cadeia, para manipular apoio de caciques regionais nas eleições 2018. Segundo a revista, o esquema de Lula em prol do presidenciável Fernando Haddad (PT) atingiu o governador Camilo Santana (PT) e o candidato ao Senado Eunício de Oliveira (MDB), enfraquecendo Ciro Gomes (PDT).
Avião com R$ 6 milhões a bordo caiu em Boa Viagem. Mas os recursos chegaram no destino: a campanha de Weverton Rocha, PDT, cita Revista.
Conforme apurou ISTO É, um avião experimental Cirrus, da Vokan Seguros, a serviço da empreiteira CLC (Construtora Luiz Carlos), foi quem cuidou do transporte do dinheiro do Ceará com destino a São Luis. A CLC faz um trecho da BR-222, na região de Sobral (CE), uma obra do Ministério dos Transportes. No trajeto, percorrido no dia 14 de setembro, uma quase-tragédia: o avião acabou caindo com o dinheiro a bordo na cidade de Boa Viagem. Os recursos eram escoltados por um policial. Com o acidente, outros agentes foram ao local imaginando que a aeronave pudesse transportar drogas. Coube ao policial a bordo do Cirrus a tarefa de tranquilizar os colegas, dizendo-lhes que não se preocupassem com a ocorrência, pois ninguém havia ficado ferido. O dinheiro, contudo, chegou ao destinatário final, cumprindo os desígnios de Lula: a campanha do pedetista Weverton – convertido a empedernido cabo eleitoral de Haddad.

De acordo com Isto é, o esquema seria operado através de bilhetes que chegam às mãos de assessores de confiança, dentre eles o deputado federal José Guimarães (PT-CE). Conforme a revista, além de promessas de cargos no futuro governo do PT, Lula articula vantagens financeiras destinadas a irrigar as campanhas de quem entra na estratégia. Um dos focos seria ampliar a vantagem de Haddad no Norte-Nordeste do País.
Nesse processo, velhos parceiros que até então marchavam ao lado de Henrique Mereilles (MDB) ou de Ciro Gomes (PDT) foram procurados. Seriam ele Renan Calheiros (MDB-AL), Eunício Oliveira (MDB-CE), Fernando Collor (PTC-AL) e o ex-senador José Sarney (MDB-MA).
Contra Ciro, Lula teria barrado apoio do governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), procurado por José Guimarães, a quem coube repassar-lhe a orientação de Lula: que ele passasse a se dedicar a Haddad. “Dino tem que deixar de apoiar Ciro”, ordenou o petista da cadeia, diz a revista. A mesma influência teria acontecido com o deputado Weverton Rocha (PDT-MA), a quem foi dado R$ 6 milhões para deslanchar a própria campanha.
No Maranhão, Lula teria influnciado não só no apoio do deputado Weverton Rocha, como também na família Sarney. A revista relaciona o fato à estagnação de Ciro em 13% das intenções de voto e crescimento de Haddad.
No Piauí, Lula teria articulado, inclusive, a mudança de apoio do senador Ciro Nogueira (PP) que estava ao lado de Geraldo Alckmin (PSDB).

Ceará

Ainda que seja terra de Ciro Gomes, o estado do Ceará não teria ficado imune às supostas interferências. Através do interlocutor José Guimarães, Lula teria mandado recado ao governador Camilo Santana, coligado ao PDT no Estado.
Afilhado político dos Ferreira Gomes, Camilo pedia votos também para Ciro no Ceará. Lula determinou, então, que se bandeasse para Haddad, diz a revista. Paralelamente, teria articulado com Eunício, aliado informal de Camilo, seu desembarque da candidatura de Meirelles, em prol do candidato do PT ao Planalto. Em visita ao Ceará, Haddad posou para fotos com Eunício, ainda que nacionalmente o MDB seja adversário.
No Ceará, outro articulador de Lula, Valdemar Costa Neto, ex-presidente do PR, teria oferecido R$ 2,4 milhões para cada candidato a deputado federal do PR que apoiasse Haddad, afirma a revista.
Quando Fernando Haddad foi oficializado candidato do PT, Ciro ocupava o 2° lugar nas pesquisas de intenção de voto. No entanto, o candidato do PDT estagnou entre 11% e 13% e Haddad chegou a 22%, atrás apenas de Jair Bolsonaro (PSL).

Fonte:G1/REVISTA ISTO É

Presos cavam túnel de 7m e fogem da Cadeia Pública de Tianguá

Um grupo de 15 presos membros de uma facção criminosa de atuação nacional fugiu, na tarde deste sábado (29), da Cadeia Pública de Tianguá, na Zona Norte do Ceará. De acordo com a polícia militar, a fuga foi notada depois que um morador denunciou o fato.

Os detentos fugiram por meio de um túnel de aproximadamente sete metros. A penitenciária abriga, cerca de 120 pessoas, conforme informou o agente de segurança pública. Dois fugitivos foram recapturados.

Composições do Batalhão de Policiamento de Rondas Intensivas e Ostensivas (BPRaio), da Força Tática e do Batalhão de Policiamento de Divisas realizaram buscas para recapturar os envolvidos.

Fonte:G1/CE

sábado, 29 de setembro de 2018

Grupo armado com fuzis explode agência bancária em Santana do Acaraú, no interior do Ceará

Um grupo armado explodiu uma agência bancária na madrugada deste sábado (29), no município de Santana do Acaraú, Região Norte do Ceará. De acordo com a Polícia Militar, o ataque iniciou por volta das 2h30. Cerca de 15 pessoas armadas com fuzil, escopetas e pistolas participaram do crime.

A polícia informou que o posto policial estava com apenas três agentes no momento do roubo. Os assaltantes, conforme a polícia, se dividiram durante o ataque: uma parte ficou próxima ao destacamento policial, enquanto a segunda ficou na entrada do município e a terceira explodiu a agência.

O prédio da agência ficou destruído. Após a explosão, os bandidos fugiram em veículos e motocicletas. A polícia informou que um dos carros utilizados no assalto foi encontrado na CE-178, no Km 80, entre Santana do Acaraú e Sobral, na localidade de Patriarca.

Equipes da Polícia Militar de Sobral, Amontada, Senador Sá realizam buscas na região com objetivo de prender a quadrilha. Uma aeronave do Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) também ajuda nas buscas. Ninguém foi preso.

De acordo com o Sindicato dos Bancários do Ceará este foi o ataque de número 34 contra agência bancárias em 2018.

Grupo atirou contra o destacamento policial de Santana do Acaraú. Apenas três policiais estavam de plantão. — Foto: Mateus Ferreira/TV Verdes Mares


Polícia está no local e realiza buscas na região. Ninguém foi preso. — Foto: Mateus Ferreira/TV Verdes Mares

FONTE:G1/CE

Mulher de 19 anos leva tiro na virilha durante tiroteio em Fortaleza

Uma jovem de 19 anos ficou ferida na noite desta sexta-feira (28) após ser atingida por um tiro na Avenida Central da Cidade 2000, em Fortaleza. De acordo com a polícia, a mulher identificada apenas com "Stéfany" levou um tiro na virilha.

A polícia informou também que ela foi atendida por socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF), no Bairro Centro.
Jovem foi encaminhada para o Hospital Instituto Doutor José Frota e não corre risco de morte. — Foto: Ricardo Mota/TV Diário
Um comerciante que prefere não se identificar disse que no momento do tiroteio houve muita correria entre as pessoas que estavam se divertindo na praça. Os moradores dizem que os tiros foram provocados por causa de uma briga entre integrantes de facções criminosas.

Por meio de nota, a Secretaria da Segurança Pública confirmou a ocorrência e disse que o Comando Tático Motorizado (Cotam) foi ao local. O Cotam apurou que indivíduos armados chegaram à praça efetuando disparos. e que a mulher ficou ferida. O 15° Distrito Policial (DP) da Polícia Civil apura o caso.

Fonte:G1/CE

Protestos contra Bolsonaro ocorrem em pelo menos 62 cidades; atos a favor, em 27

Manifestantes em ao menos 62 cidades foram às ruas em atos contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) neste sábado (29). O movimento, chamado de #EleNão, foi convocado pelas redes sociais, com o apoio de artistas, durante o mês de setembro.

Em resposta ao movimento, apoiadores de Bolsonaro também se reuniram em atos pelo Brasil para demonstrar apoio ao presidenciável. 27 cidades tiveram atos a favor de Bolsonaro.

No Rio de Janeiro, manifestantes contrários ao candidato se reuniram na Cinelândia, no Centro, no início da tarde. Inicialmente, a concentração foi em frente ao Cine Odeon.

Às 17h, parte dos manifestantes deixou a Cinelândia e seguiu em passeata por ruas do Centro do Rio. O ato foi encerrado por volta das 21h. Ainda não há estimativa de público.

Manifestantes contrários a Bolsonaro se reúnem no Centro do Rio — Foto: Reprodução/GloboNews


Protesto contra Bolsonaro ocupa a Cinelândia, no Centro do Rio — Foto: TV Globo

Manifestantes contra Bolsonaro chegam de metrô e ocupam a Cinelândia
G1 RJ


Manifestantes contra Bolsonaro chegam de metrô e ocupam a Cinelândia

Os apoiadores de Bolsonaro se concentravam na Avenida Atlântica, em Copacabana, Zona Sul do Rio, na altura do Posto 5. A Polícia Militar acompanhou a manifestação.

Às 18h50, o Centro de Operações do Rio informou que as pistas, que estavam ocupadas desde as 14h pelos manifestantes, foram liberadas.

No Rio, apoiadores de Jair Bolsonaro se reuniram na Praia de Copacabana, na Zona Sul — Foto: G1


Apoiadores do candidato Jair Bolsonaro se reúnem na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro — Foto: Pilar Olivares / Reuters

São Paulo

Os manifestantes começaram a se reunir no Largo da Batata, Zona Oeste de São Paulo, por volta das 14h30 no ato "Mulheres contra Bolsonaro".

Evento organizado pelas redes sociais também contou com o apoio de partidos e movimentos de esquerda. Artistas se apresentaram em um caminhão de som e barracas vendiam camisetas com a hashtag #EleNão.

Manifestantes contra Bolsonaro percorrem a Avenida Rebouças em São Paulo — Foto: Nacho Doce / Reuters

A expressão também estava em bandeiras acompanhada de palavras de ordem como “ditadura nunca mais”, contra o machismo, o racismo e a exploração.

Por volta das 18h, o grupo começou a caminhar. A pista da Avenida Rebouças, sentido Paulista, chegou a ficar completamente interditada.

Os manifestantes chegaram à Avenida Paulista pouco antes das 20h e por volta das 20h40 os organizadores declararam o fim do ato e pediram para que o público se dispersasse pacificamente.

Os organizadores estimam que o ato tenha reunido 500 mil pessoas. A Polícia Militar diz que não vai estimar o número de pessoas participantes.

Foto aérea mostra manifestação contra o candidato Jair Bolsonaro no Largo da Batata, na Zona Oeste de São Paulo — Foto: Miguel Schincariol/AFP


Manifestantes contrários a Jair Bolsonaro se concentraram no Largo da Batata, em São Paulo — Foto: Roney Domingos/ G1

Os manifestantes paulistanos a favor do candidato do PSL começaram a se reunir por volta das 10h em frente ao Estádio do Pacaembu, na Zona Oeste de São Paulo. Eles planejavam sair em carreata pela Zona Norte e chegar até o Parque do Ibirapuera, na Zona Sul. Não havia estimativa de participantes até as 13h.

Protestos pela manhã e no exterior

Durante a manhã, manifestações contra e a favor o candidato ocorreram em 40 cidades de 12 estados brasileiros.

Cidades em diferentes países pelo mundo, como Nova York, Londres, Lisboa, Barcelona e Cidade do México também tiveram manifestações contra Jair Bolsonaro, de maior ou menor proporção, neste sábado.

Onde houve manifestações

Veja abaixo como foram os atos pelos estados do Brasil nesta tarde:

ACRE

RIO BRANCO

A favor de Bolsonaro: O ato começou às 16h17 no horário local (19h17 no horário de Brasília) na entrada do bairro Universitário e seguiu pelas ruas da capital atéa Arena da Floresta. Não há uma estimativa do número de participantes.


Contra Bolsonaro: O ato ocorreu durante a tarde no Canal da Maternidade, em frente ao Terminal Urbano de Rio Branco. O ato começou às 16h20 no horário local (18h20 no horário de Brasília). A organização estimou um público de mil pessoas, e a Polícia Militar diz que são de 500 a 800 pessoas presentes no ato. A manifestação deve durar ate as 19h horário do Acre (21h no horário de Brasília).

ALAGOAS

MACEIÓ
Contra Bolsonaro: A manifestação reuniu milhares pessoas na orla da Ponta Verde, em Maceió. Pessoas independentes e integrantes de movimentos sociais, sindicais e políticos com faixas e cartazes iniciaram uma caminhada às 16h, da Praça Gogó da Ema, em frente ao antigo Alagoinha, até o Posto 7, na Jatiúca. A organização do movimento diz que 3 mil pessoas participam do ato. A Polícia Militar não informou a estimativa de participantes.

Manifestantes contrários a Jair Bolsonaro se reúnem na orla da Ponta Verde, em Maceió (AL). — Foto: Derek Gustavo/G1

AMAPÁ

MACAPÁ

A favor de Bolsonaro: O ato teve início às 16h na Praça Parque do Forte, na região central. A organização não fez uma estimativa do número de participantes. Já a Polícia Militar estimou que mil pessoas foram ao ato.

Contra Bolsonaro: A concentração do ato foi às 16h na Praça Floriano Peixoto, no centro da cidade. A organização diz que 2 mil pessoas estiveram no ato. Segundo a Polícia Militar, foram 1,5 mil manifestantes.

AMAZONAS

MANAUS

Contra Bolsonaro: O ato começou às 16h no Largo São Sebastião, no Centro de Manaus. Segundo a organização, 3 mil pessoas compareceram à manifestação. A Polícia Militar não divulgou uma estimativa.

BAHIA

SALVADOR

Contra Bolsonaro: O ato do movimento "Mulheres Unidas contra Bolsonaro" começou às 14h30 e começou a dispersar às 18h30. O grupo se concentrou na praça do Campo Grande, centro da cidade, e saiu em caminhada pelo Corredor da Vitória, com destino ao Farol da Barra. Os organizadores disseram que 10 mil pessoas compareceram ao ato. Segundo a Polícia Militar, a manifestação tem cerca de 5 mil pessoas.

BARREIRAS

Contra Bolsonaro: A manifestação começou às 17h, na Praça do Coreto, no Centro Histórico. O ato "Todos Contra o Ódio" foi organizado por estudantes universitários e pela população da cidade. A Polícia Militar e os organizadores não divulgaram número de participantes.

CEARÁ

FORTALEZA

Contra Bolsonaro: As pessoas começaram a se concentrar por volta das 15h e saíram em caminhada às 16h30. A organização estima que mais de 5 mil pessoas estejam no ato. A Polícia Militar não divulgou os números de participantes.

Manifestantes contra o candidato Jair Bolsonaro em Fortaleza (CE) — Foto: Kilvia Muniz / Sistema Verdes Mares

JUAZEIRO DO NORTE

Contra Bolsonaro: O ato ocorreu durante a tarde na Praça do Giradouro, que dá acesso a outras duas importantes cidades do Sul do Ceará, Crato e Barbalha. Os organizadores estimaram presença de 3 mil pessoas. A Polícia Militar não divulgou levantamento de público.

DISTRITO FEDERAL

BRASÍLIA

Contra Bolsonaro: A concentração no gramado da Esplanada dos Ministérios, em frente à rodoviária do Plano Piloto, começou por volta das 14h30. Mulheres discursaram em trio elétrico e partiram em caminhada às 15h30, em direção à Funarte, passando pela Torre de TV. A Polícia Militar informa que há 7 mil manifestantes. A organização ainda não divulgou uma estimativa.

Manifestantes protestam contra o candidato Jair Bolsonaro durante ato no Eixo Monumental, em Brasília — Foto: Sérgio Lima/AFP

ESPÍRITO SANTO

VITÓRIA

Contra Bolsonaro: A concentração dos manifestantes começou às 14h, na Praça do Papa, em Vitória. A previsão é que os participantes saiam em passeata, em direção à Praça dos Desejos. A organização ainda não informou a quantidade de manifestantes. Já a Polícia Militar informou, às 16h20, que há 2 mil pessoas no local.

Manifestantes contra Jair Bolsonaro se reúnem na Praça do Papa, em Vitória (ES) — Foto: Leandro Tedesco/ TV Gazeta

CARIACICA

A favor de Bolsonaro: Uma passeata saiu do estádio Kléber Andrade, em Cariacica, na Grande Vitória, às 14h45 deste sábado. O grupo seguiu com destino a Campo Grande, onde chegou por volta das 15h40. A organização não informou a quantidade de participantes. A PM também não enviou uma estimativa.

Carreata de apoiadores de Jair Bolsonaro em Cariacica, Grande Vitória (ES). — Foto: Leandro Tedesco / TV Gazeta

GOIÁS

CATALÃO

Contra Bolsonaro: Os manifestantes se reuniram Praça Marca Tempo, no Centro da cidade, às 15h. A previsão era que o ato terminasse às 16h30 na Praça Getúlio Vargas, também na região central. A organização estima que mil pessoas tenham ido ao ato.

JATAÍ

Contra Bolsonaro: O ato começou às 12h30 na Praça Tenente Diomar Menezes, no Centro da cidade. Segundo a organização, 300 pessoas estiveram na manifestação.

ANÁPOLIS

Contra Bolsonaro: A manifestação teve início às 16h na Praça do Ancião, no Centro da cidade. A previsão era que o protesto ocorre até as 19h e terminasse no Parque Ipiranga. Não há estimativa do número de manifestantes.

MARANHÃO

SÃO LUÍS

Contra Bolsonaro: Os manifestantes se reuniram no centro de São Luís, na Avenida Beira-Mar. A organização diz que 15 mil pessoas foram ao ato. A Polícia Militar divulgou que foram 4 mil manifestantes.

MATO GROSSO

CUIABÁ

Contra Bolsonaro: A manifestação ficou concentrada na Praça Ulisses Guimarães, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA), em Cuiabá. Pessoas independentes e integrantes de movimentos sociais, sindicais e políticos com faixas e cartazes se reuniram às 16h. Mesmo com chuva forte, o grupo permaneceu no local. A Polícia Militar acompanhou o protesto de longe, mas não enviou uma estimativa de participantes. A organização do movimento contabilizou mais de mil pessoas na manifestação.

MATO GROSSO DO SUL

CAMPO GRANDE

Contra Bolsonaro: O ato começou às 15h na Praça Cuiabá, no Centro da cidade. A organização estima que 3 mil pessoas tenham participado do ato.

DOURADOS

Contra Bolsonaro: Os manifestantes se reuniram na Praça Antonio João, no centro da cidade, das 15h30 às 16h. Segundo a organização, foram 1,5 mil participantes. A Polícia Militar não divulgou estimativa.

MINAS GERAIS

BELO HORIZONTE

Contra Bolsonaro: O ato começou por volta das 14h na Praça Sete, no centro de Belo Horizonte. Manifestantes se concentraram no monumento chamado Pirulito, fechando o cruzamento das Avenidas Afonso Pena e Amazonas. Depois seguiram para a Praça da Estação, acompanhando um trio elétrico. O ato seguiu no local até as 18h30. A Polícia Militar não divulgou estimativa de participantes. A Frente Brasil Popular Minas informou que esteve à frente da organização do ato com mais 25 blocos de carnaval e 40 organizações, como coletivos, sindicatos e partidos. Segundo a Frente Brasil Popular Minas, o protesto reuniu mais de 100 mil pessoas.


Manifestantes contrários ao candidato Jair Bolsonaro se reúnem na Praça Sete, centro de Belo Horizonte (MG) — Foto: Reprodução/TV Globo

JUIZ DE FORA

Contra Bolsonaro: Os manifestantes se concentraram no Parque Halfeld, no Centro, desde as 11h. Depois, seguiram por diversas ruas do Centro da cidade e foram para a Praça Antônio Carlos. A organização estima que 30 mil pessoas estejam participando do ato. A Polícia MIlitar não passou números.

Manifestantes contra Bolsonaro se reúnem no centro de Juiz de Fora (MG) — Foto: Mônica Cury



TRÊS PONTAS




A favor de Bolsonaro: Houve uma carreata com saída da Praça Cônego Vitor, por volta do meio-dia. Os carros percorreram ruas centrais. A carreata acabou por volt adas 14h. Não há estimativa de participantes.



UBERLÂNDIA




Contra Bolsonaro: O ato começou às 14h na Praça Tubal Vilela,no Centro. A previsão era que a manifestação terminasse por volta das 16h, após uma passeata. Não há estimativa de participantes.





PARÁ





ABAETETUBA




Contra Bolsonaro: A concentração foi às 16h30 na Praça do Barco. A organização diz que 700 pessoas foram ao ato. A Polícia Militar não divulgou estimativa.



BELÉM




A favor de Bolsonaro: Houve uma carreata com saída de Icoaraci, mas a organização não informou o percurso. O ato teve início às 17h. Não há estimativa de participantes.


Contra Bolsonaro: A concentração do ato foi às 16h no Mercado de São Brás. As pessoas fizeram uma caminhada até a Aldeia de Cultura Amazônica Davi Miguel, no bairro da Pedreira. A organização informou que 15 mil pessoas participam da manifestação. A Polícia Militar não divulgou estimativa.



ITAITUBE




Contra Bolsonaro: Os manifestantes se reuniram às 17h na Orla de Itaituba. A previsão era que o ato terminasse às 21h30. Não há estimativa de participantes.



MARABÁ




Contra Bolsonaro: O ato começou às 17h na Praça da Prefeitura com previsão de caminhada até o Shopping Pátio Marabá. Mil pessoas participam da manifestação, segundo a organização. A Polícia Militar não divulgou estimativa.



SANTARÉM




A favor de Bolsonaro: Os apoiadores do presidenciável se reuniram às 17h na Praça de Eventos Bíblico Cultural Silas Brum. Não há estimativa de participantes.


Contra Bolsonaro: A manifestação começou às 17h na Praça Monsenhor José Gregário (Praça da Matriz). As pessoas ainda devem percorrer a orla da cidade durante o protesto. Não há estimativa de participantes.



TUCURUÍ




Contra Bolsonaro: O ato começou às 17h30 na Praça do Rotary. A previsão era que a manifestação terminasse às 21h30. A organização diz que 300 pessoas foram ao ato. A Polícia Militar não divulgou estimativa.




PARAÍBA





JOÃO PESSOA




Contra Bolsonaro: A concentração aconteceu na Praça da Paz, no bairro dos Bancários. O ato começou às 15h e terminou por volta das 20h. Segundo a organização, a estimativa é que 20 mil pessoas tenham participado. A Polícia Militar não divulgou estimativa.



A favor de Bolsonaro: O ato começou por volta das 16h, na Praça da Independência, no Centro de João Pessoa, e terminou por volta das 17h30. Até as 20h30, a organização e a Polícia Militar não tinham divulgado uma estimativa de participantes.



PATOS




A favor de Bolsonaro: A concentração começou às 17h e, por volta das 18h, uma carreata saiu do bairro Bivar Olinto em direção ao Terreiro do Forró, localizado no bairro Brasília. Um trecho da BR-361 foi interditado. Até as 18h30, uma estimativa de participantes não tinha sido divulgada e até as 20h20 o grupo estava concentrado no Terreiro do Forró.




PERNAMBUCO





CARUARU




Contra Bolsonaro: Os manifestantes se reuniram a partir das 14h, na frente do INSS. A previsão é que o ato terminou por volta das 17h30 no Marco Zero da cidade. A Polícia Militar informou que a manifestação reuniu 700 pessoas.



RECIFE




Contra Bolsonaro: A concentração na Praça do Derby, no Centro da capital, começou às 14h. A passeata contra Bolsonaro teve início às 16h. A estimativa dos manifestantes é de 15 mil pessoas, segundo a organização do evento. A Polícia Militar de Pernambuco não informa estimativa de público em eventos.

Manifestantes fazem passeata no centro de Recife (PE) contra Bolsonaro. — Foto: Marina Meireles / G1




PIAUÍ





TERESINA




A favor de Bolsonaro: O ato a favor do presidenciável também teve início às 16h, na avenida Marechal Castelo Branco, Zona Norte de Teresina. Os manifestantes fizeram uma carreata passando por bairros da região. A organização acredita que pelo menos 500 veículos, entre carros e motos, participaram.



Contra Bolsonaro: Os manifestantes se concentraram na Praça da Liberdade, no Centro da capital, às 16h, e percorreram a Avenida Frei Serafim até a praça Francisco das Chagas Júnior. De acordo com a organização, 5 mil pessoas acompanharam a passeata. A manifestação encerrou às 19h, seguida de apresentações de artistas locais.




RIO GRANDE DO NORTE





NATAL




Contra Bolsonaro: O protesto começou por volta das 15h no cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho. Os cruzamentos próximos foram fechados pela Secretaria Municial de Trânsito. O protesto terminou por volta das 18h. Segundo os organizadores, eram 10 mil pessoas. A Polícia Militar não divulgou estimativa de participantes.




RIO GRANDE DO SUL





CAXIAS DO SUL




Contra Bolsonaro: A manifestação ocorreu na Praça da Bandeira por volta das 15h. Não há estimativa de participantes.



ERECHIM




A favor de Bolsonaro: Motoristas participaram de uma carreata em favor do presidenciável. Depois, houve uma concentração de manifestantes na praça em frente à prefeitura de Erechim. Não há estimativa de participantes.



PORTO ALEGRE




Contra Bolsonaro: A manifestação #EleNão ocorre na tarde deste sábado (29) no Parque da Redenção, em Porto Alegre. O ato tem a presença de candidatos e é pacífico até o momento. A Brigada Militar não divulgou o número de pessoas no ato. A organização informou que 20 mil pessoas participaram do ato.



PASSO FUNDO




CONTRA BOLSONARO: A manifestação começou às 15h. As pessoas caminharam pela principal avenida da cidade até a chamada esquina democrática, no Centro. São cerca de 100 pessoas, segundo a Brigada Militar.



PELOTAS




Contra Bolsonaro: Um ato contra o presidenciável ocorre perto do Mercado Público de Pelotas, desde as 16h. Não há estimativa de participantes.



SANTA MARIA




Contra Bolsonaro: A manifestação ocorreu na Praça Saldanha Marinho por volta das 14h. Não há estimativa de participantes.



URUGUAIANA




Contra Bolsonaro: Os manifestantes saíram da Avenida Presidente Vargas, que é a principal da cidade e caminharam até o centro da cidade, na Praça do Barão. O protesto começou às 16h e terminou às 18h. Não há uma estimativa do número de participantes.





RIO DE JANEIRO





CABO FRIO




Contra Bolsonaro: O ato começou às 15h na Praça Porto Rocha. Na cidade, a manifestação recebeu o nome de "Ato Regional Contra o Fascismo". Segundo a organização, são cerca de 150 manifestantes.



CAMPOS DE GOYTACAZES




A favor de Bolsonaro: Os manifestantes se concentraram durante a tarde na Praça da Igreja do Saco, na esquina da BR-101 com Alberto Torres. Segundo a organização do evento, cerca de 200 pessoas estão no local.


Contra Bolsonaro: O ato contra o candidato a presidente levou as pessoas para a Praça São Salvador, no Centro da cidade. São cerca de 400 pessoas, segundo organizadores.



MACAÉ




Contra Bolsonaro: A manifestação começou às 13h, com aproximadamente 60 pessoas, na Praça Veríssimo de Melo, no Centro.



NOVA FRIBURGO




Contra Bolsonaro: Manifestantes participaram do protesto "Mulheres contra o fascismo", que começou por volta das 15h. Os manifestantes se concentraram na Praça Dermeval Barbosa Moreira, no Centro da cidade. Depois, seguiram caminhando até a prefeitura. O trânsito na Avenida Alberto Braune, a principal do centro, ficou em meia pista. Não há uma estimativa do número de participantes.



PETRÓPOLIS:




Contra Bolsonaro: A manifestação "Mulheres contra Bolsonaro" começou às 17h na Praça Dom Pedro, no Centro da cidade. Os manifestantes, maioria mulheres, usaram faixas e cartazes. Também havia um carro de som. Ainda não há estimativa de público.



RIO DAS OSTRAS




A favor de Bolsonaro: A carreata começou às 14h em frente ao Centro de Cidadania do Bairro Âncora. Aproximadamente 300 veículos participaram da carreata.


Contra Bolsonaro: O ato começou às 11h na Praça José Pereira Câmara. Aproximadamente 50 pessoas participaram do protesto.




RONDÔNIA





PORTO VELHO




Contra Bolsonaro: O movimento #EleNão começou por volta das 15h e está previsto para encerrar às 18h. Os manifestantes estão concentrados no Espaço Alternativo, local desintado a atividades físicas. Segundo a Polícia Militar, há 500 pessoas no local.





RORAIMA





BOA VISTA




Contra Bolsonaro: O ato do movimento #EleNão teve concentração às 16h com apresentações culturais e elaboração de cartazes. A previsão é que o protesto termine às 20h. Segundo a organização, 500 pessoas não participaram do ato.




SANTA CATARINA





BLUMENAU




A favor de Bolsonaro: Os apoiadores de Bolsonaro fizeram uma carreata, que começou no município vizinho de Gaspar e chegou a Blumenau. A Polícia Militar estima que 460 carros e mil pessoas tenham participado do ato.


Contra Bolsonaro: Os manifestantes começaram a caminhada na Praça Dr. Blumenau e seguiram na rua XV de Novembro. A Polícia Militar informa que 150 pessoas participaram do ato.



FLORIANÓPOLIS




Contra Bolsonaro: Na capital, a concentração dos manifestantes contrários a Bolsonaro foi no Largo da Catedral. Depois eles seguiram em passeata pela Avenida Beira-mar Norte. Segundo a organização, 30 mil pessoas participaram do ato. Para a PM, eram 10 mil.




SERGIPE





ARACAJU




Contra Bolsonaro: A concentração do ato começou às 15h na Avenida Adélia Franco, no bairro Jardins. Segundo a organização, 5 mil pessoas participam da manifestação. A Polícia Militar não divulgou estimativa.




SÃO PAULO





ARARAQUARA




Contra Bolsonaro: Os manifestantes percorreram as ruas São Bento, Portugal e Nove de Julho terminando na Praça Santa Cruz. Segundo a organização, o ato reuniu 1,5 mil pessoas. A Polícia Militar informa que foram mil participantes.



BAURU




Contra Bolsonaro: A manifestação teve concentração por volta das 14h na Praça Rui Barbosa. Em seguida, os manifestantes saíram em marcha até a Estação Ferroviária pelo Calçadão da Batista de Carvalho e depois voltaram para a Praça Rui Barbosa. O ato terminou por volta das 17h30. Não há uma estimativa do número de participantes.



IBITINGA




Contra Bolsonaro: A concentração do protesto começou por volta das 15h na Praça João Abraão, onde manifestantes ficaram até as 17h. Segundo a organização, 150 pessoas participaram do ato. A Polícia Militar informa que foram 50 manifestantes.




MOGI DAS CRUZES




Contra Bolsonaro: O ato começou às 15h30 no Largo do Rosário, no centro da cidade, e terminou às 17h45 no Largo do Bom Jesus. A organização estima que 1,8 mil pessoas tenham ido ao ato. A Polícia Militar informa que foram 200 participantes.



JAÚ




A favor de Bolsonaro: A carreata começou por volta das 15h na Avenida Egisto Franceschi, no bairro Alto da Colina. As pessoas seguiram durante o ato por outras ruas do bairro. A Polícia Militar diz que 25 caminhões, 300 carros e 100 motos participamd a carreata.



JAGUARIÚNA




A favor de Bolsonaro: Uma carreata começou por volta das 12h30 na Rua Amazonas. O ato teve adesão de pelo menos mil motoristas, informou a organização.



JUNDIAÍ




Contra Bolsonaro: Manifestantes protestam contra o presidenciável na Ponte Torta, no Centro da cidade. O ato teve início às 16h. Segundo os organizadores, cerca de 200 pessoas participam da manifestação.



LENÇÓIS PAULISTA




Contra Bolsonaro: A passeata começou às 14h na Praça da Matriz. Os manifestantes percorreram a Rua XV de Novembro e a Avenida 25 de Janeiro. Depois, retornaram para a praça por volta das 17h, quando terminou o ato.



OURINHOS




Contra Bolsonaro: O ato começou por volta das 16h na Praça dos Skatistas. Depois, as pessoas saíram em passeata pela Avenida Saldanha Rodrigues. O ato terminou às 17h30. Segundo a organização, 500 pessoas participaram do ato. A Polícia Militar não informa o número de manifestantes.



RIBEIRÃO PRETO




Contra Bolsonaro: O protesto contra Bolsonaro começou por volta das 11h30. O ato terminou por volta das 16h, na Esplanada do Theatro Pedro II, no centro da cidade. A organização estima que 2,2 mil pessoas estejam participando da manifestação.



RIO CLARO




A favor de Bolsonaro: A carreata de carros e motos teve concentração na Avenida Presidente Kennedy. Ela seguiu por ruas e avenidas até a Praça Dalva de Oliveira. A organização diz que 2 mil veículos estiveram na carreata. A Polícia Militar não divulgou uma estimativa.




SANTOS




Contra Bolsonaro: O ato reuniu manifestantes na Praça Independência, em Santos. A organização estima que 3 mil pessoas estejam na manifestação. A Polícia Militar informa que são mil participantes.



SÃO JOSÉ DO RIO PRETO




Contra Bolsonaro: O ato ocorre em frente à Prefeitura de São José do Rio Preto, na Avenida Alberto Andaló, desde as 16h. O grupo ainda vai caminhar passar pelo Mercadão Municipal na Rua 15 de Novembro e ir até o Anfiteatro Nelson Castro, na Avenida Duque de Caxias, onde será realizado um abraço coletivo e simbólico.



SOROCABA




Contra Bolsonaro: A concentração começou às 15h, na Praça Coronel Fernando Prestes, no Centro da cidade. Em seguida, o grupo deu uma volta no quarteirão (ruas da Penha, Monsenhor João Soares e Braguinha) aos gritos de "ele não". Não há estimativa de participantes.



SUZANO




A favor de Bolsonaro: A concentração do ato começou às 14h na Praça Cidade das Flores, na região central. A organização estima que mil pessoas tenham participado do ato. A Polícia Militar divulgou que o protesto teve 500 participantes.



TATUÍ




Contra Bolsonaro: Uma manifestação contra o presidenciável está ocorrendo na Praça da Matriz. Segundo a Guarda Civil Municipal (GCM), cerca de 200 pessoas participam do ato pacífico. Os organizadores ainda não divulgaram a estimativa de público. As pessoas começaram a chegar ao local por volta das 15h e saíram em uma passeata pelas ruas da cidade acompanhadas de um trio elétrico.

TAUBATÉ

Contra Bolsonaro: As pessoas se reuniram na Praça Santa Terezinha por volta de 15h. Houve também uma passeata nas ruas próximas à praça. Não há estimativa de participantes.


TUPÃ

A favor de Bolsonaro: A carreata começou a partir das 10h30 na Rua Estados Unidos. O encerrando próximo ao Parque do Atleta, por volta das 13h. Segundo organizadores, o manifesto reuniu aproximadamente 2 mil carros

TOCANTINS

PALMAS

A favor de Bolsonaro: As pessoas se reuniram na Praça dos Girassóis, na região central, a partir das 15h. A previsão é que a carreata siga pela Avenida Teotônio Segurado, que corta a cidade de norte a sul, e vai em direção ao Ginásio Ayrton Senna, na região sul de Palmas.

Contra Bolsonaro: O ato começou por volta das 16h na Praça dos Povos Indígenas, de onde os manifestantes saíram em direção à Assembleia Legislativa, na Praça dos Girassóis. Não há estimativa de participantes.

Fonte:G1

Terremotos e tsunami mataram quase 400 pessoas na Indonésia

O número de mortos deixados pela série de terremotos e pelo tsunami que atingiram a ilha indonésia de Sulawesi subiu para 384 em balanço divulgado pelas autoridades neste sábado (29). O número de vítimas pode subir.

O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, sigla em indonésio), Sutopo Purwo Nugroho, afirmou ainda que dados provisórios indicam que 540 pessoas ficaram feridas e 29 estão desaparecidas.

Tremor e tsunami provocam mortes e danos em ilha da Indonésia
Jornal Nacional


Tremor e tsunami provocam mortes e danos em ilha da Indonésia

"O governo local declarará o estado de emergência", disse o porta-voz, em Jacarta. Ele frisou também que o mais urgente agora também é restabelecer os serviços de energia elétrica e telecomunicação na área.

"Quando a ameaça surgiu, as pessoas ainda estavam fazendo suas atividades na praia e não correram imediatamente, e se tornaram vítimas. Muitos corpos foram encontrados na costa, devido ao tsunami", relatou o porta-voz. Para escapar das ondas, algumas pessoas subiram em árvores de seis metros.

Pessoas tentam circular em rua cheia de escombros na ilha de Sulawesi — Foto: Muhammad Rifki / AFP

Tremores

Na sexta-feira (28), uma série de terremotos abalou a ilha indonésia de Sulawesi. Um deles, de magnitude 7,5, levou à formação de um tsunami com ondas até 2 metros.

A BNPB confirmou a formação do tsunami depois que vários vídeos foram divulgados nas redes sociais.

Mulher chora enquanto pessoas olham para os danos após terremoto e tsunami atingiram Palu, na ilha de Sulawesi — Foto: Muhammad Rifki / AFP

Milhares de casas desmoronaram, além de hospitais, hotéis e comércios. Houve corte de energia. A cidade costeira de Palu foi a mais afetada, seguida de Donggala.

Técnicos de telecomunicações e transporte aéreo chegaram neste sábado ao aeroporto nacional de Palu, que permanece fechado para voos comerciais.

A principal cidade que dá acesso a Palu está bloqueada por um deslizamento de terra.
Mapa mostra área tingida por terremotos e tsunami na Indonésia — Foto: Infografia: Karina Almeida


Terremoto e tsunami deixaram mesquita em Palu em ruínas — Foto: Rifki/ AP

Resgates

Fortes tremores secundários continuam a ser sentidos na ilha. Os resgates continuam, mas estão prejudicados pelo corte de energia.

Aviões militares decolaram de Jacarta neste sábado levando alimentos e medicamentos para a região de Palu.

Homem observa danos causados pelo terremoto e tsunami em Palu, Sulawesi, na Indonésia — Foto: Rifki / AP Photo

Tragédia em Lombok

Uma série de terremotos em julho e agosto matou quase 500 pessoas e deixou cerca de 1,5 mil feridos na ilha turística de Lombok, a centenas de quilômetros a sudoeste de Sulawesi. Milhares de habitantes ficaram desalojados.

Shopping parcialmente destruído em Palu — Foto: Antara Foto / BNBP / via Reuters

Anel de Fogo do Pacífico

A Indonésia está em uma das regiões mais propensas a tremores e atividade vulcânica do mundo: o Círculo de Fogo do Pacífico. Cerca de 7 mil tremores atingem essa área por ano, em sua maioria de magnitude moderada.

A região, de cerca de 40 mil km de extensão, tem formato de ferradura e circunda a bacia do Pacífico, abrangendo toda a costa do continente americano, além de Japão, Filipinas, Indonésia, Nova Zelândia e ilhas do Pacífico Sul.

Em 2004, um tremor de magnitude 9,1, perto da costa noroeste da ilha de Sumatra, gerou um tsunami que matou 230 mil pessoas em 14 países no Oceano Índico.

Indonésios procuram a segurança de um parque com medo de réplicas do terremoto de magnitude 7,5 que atingiu o país — Foto: Antara Foto / Rolex Malaha / via Reuters


Destruição em Palu, região central de Sulawesi — Foto: AP Photo

Fonte:G1/MUNDO

BLOG DT NOTÍCIAS

BLOG DT NOTÍCIAS
VOCÊ FICA BEM INFORMADO COM AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE IPU REGIÃO