segunda-feira, 30 de junho de 2014

MAURO FILHO ACEITA DISPUTAR O SENADO CONTRA TASSO

O deputado estadual Mauro Filho é o candidato ao Senado pelo Pros. A informação foi dada agora há pouco pela assessoria de imprensa do partido.
O nome do parlamentar só foi divulgado depois que o PSDB confirmou que vai de Tasso Jereissati brigar por essa vaga. O Pros aposta no debate qualificado nessa área.
O candidato a vice-governador ainda não foi definido.

FONTE:Blog do Eleiomar de Lima

Fernandinho pede atenção especial a James: "Mínimo de espaço possível"


Após o sufoco contra o Chile, a seleção brasileira não tem tempo para respirar. Na sexta-feira, pelas quartas de final, o time de Felipão terá pela frente a Colômbia, sensação da Copa até o momento. Do outro lado, um camisa 10 que vem encantando o mundo: James Rodriguez, artilheiro do Mundial, com cinco gols. Adversário que o volante Fernandinho conhece bem.

- Cheguei a enfrentá-lo na Champions League, mas acho que era a primeira temporada dele na Europa. Ele ainda não era titular (do Porto), mas entrou no decorrer da partida. Já na ocasião mostrou sua qualidade técnica com o pé esquerdo. Nesse Mundial, ele está mostrando a todo mundo por que o Mônaco pagou tanto dinheiro por ele. No jogo, o mínimo de espaço que ele tiver, melhor para o Brasil – disse o volante, em entrevista coletiva na Granja Comary, após o treino desta segunda-feira.O camisa 5, no entanto, alerta: James Rodriguez não é o único colombiano com o qual a seleção brasileira deve se preocupar no Castelão. 

- Assisti ao primeiro jogo da Colômbia na Copa, contra a Grécia. O primeiro gol me chamou a atenção, com Cuadrado cruzando da direita, e o Armero finalizou na esquerda. Todo o time chega muito forte ao ataque ao mesmo tempo. Temos que ter muito cuidado. O James (Rodriguez) e o Cuadrado talvez sejam os principais articuladores da Colômbia e temos que tomar muito cuidado com eles.

Fernandinho na coletiva da Seleção (Foto: AP)
Jogador pode mudar de função


Fernandinho ainda salientou que jogar com só com a camisa, em uma Copa do Mundo, não adianta. O volante citou o exemplo de sucesso Costa Rica, que surpreendeu e terminou na primeira colocação em um grupo com Inglaterra, Uruguai e Itália.

- Para mim, nessa Copa , a maior surpresa é a Costa Rica. Isso mostra que não existe mais bobo no futebol. Se não correr e jogar só com a camisa, não adianta. Tem que ralar e fazer valer o peso da camisa.Após ganhar a vaga de Paulinho e começar como titular contra o Chile, Fernandinho pode ganhar uma nova função contra a Colômbia. Com a suspensão de Luiz Gustavo, por conta do segundo cartão amarelo, é possível que o camisa 5 seja recuado para atuar como primeiro volante. O atleta do Manchester City se diz preparado, caso seja essa a opção de Felipão. 

- Encaro (a possível mudança) com naturalidade. No dia da convocação, fui chamado como primeiro volante. Assim joguei na Inglaterra em toda a temporada passada. Para mim, (atuar como primeiro volante) não é problema nenhum. Se o Felipão optar por outro jogador, para mim também não será problema. O importante é achar o equilíbrio para que possamos segurar esse meio de campo da Colômbia.Por fim, Fernandinho defendeu os jogadores brasileiros, alvo de críticas por conta do destempero emocional na partida contra o Chile. O jogador citou a concentração da equipe nas cobranças de pênaltis para ressaltar que o lado emocional não atrapalhou em campo. 

- Temos uma responsabilidade muito grande, estamos representando uma nação, 200 milhões de pessoas que, pelo futebol, podem ter alegria, um dia a dia melhor, viver melhor. A gente sabe disso. Nós, como seres humanos, podemos sentir emoções, por mais que seja um momento crítico. Mesmo assim, mantivemos a concentração numa hora decisiva, na hora dos pênaltis. Talvez a pessoa que mais tenha se concentrado tenha sido o Julio César. Antes das cobranças, ele transmitiu confiança aos jogadores.


Brasil e Colômbia se enfrentam na próxima sexta-feira, às 17h, no Castelão, pelas quartas de final da Copa do Mundo. Quem avançar, jogará contra o vencedor de Holanda x Costa Rica nas semis.


Confira a entrevista de Fernandinho em tópicos:


Jogo contra a Colômbia


Eu acho que vai ser difícil como foi contra o Chile. Daqui apara frente, não adianta fantasiar e esperar jogos fáceis. O tempo vai passando, adversários vão surgindo, jogos tensos, vamos trabalhar visando isso. Esperamos um jogo difícil, adversário complicado, mas sabemos que temos de superar as adversidades.


Substituto de Luiz Gustavo


Encaro com naturalidade. Fui convocado como primeiro volante também, joguei a temporada passada toda como primeiro volante na Inglaterra. Se (Felipão) optar por outro jogador ali, não tem problema nenhum. O importante é que o time encontre equilíbrio para estar bem no dia do jogo. Os jogadores que entrarem precisam estar bem para tentarmos segurar o meio-campo da Colômbia.

Fernandinho no treino da Seleção na piscina (Foto: Ricardo Stuckert / CBF)

Muda o jeito de jogar como primeiro volante?

Cada jogador tem sua maneira. Quando sou primeiro volante, procuro fazer o trabalho de marcação, fechar espaços, não dar espaços aos meias. Cada um dos jogadores tem uma maneira. Se tiver de jogar com algum deles, faremos o melhor para suprir a ausência de Luiz Gustavo.


Características do time da Colômbia


Vemos esses jogadores nos times europeus. Vi o jogo deles contra a Grécia, o primeiro da Copa, e chamou a atenção. Cuadrado cruzou da direita, e Armero pegou na esquerda. Chegam com laterais, com meias, temos de ter atenção e cuidado. James e Cuadrado são os principais articuladores. Temos de ter atenção com esses jogadores.

As conversas com psicólogos foram muito boas. Agora, são entre atletas, no vestiário. Todo mundo é experiente, cascudo. Temos condições de analisar as coisas e tentar mudar o que está acontecendo. Todos sabem o que temos de melhorar e o que temos que manter. Isso é importante. Procuro ficar tranquilo nas partidas, me focar, mentalizar o que vai acontecer para tomar as decisões 
Fernandinho

Emoção dos jogadores

O preparo vem sendo feito desde a apresentação, em 26 de maio. Trabalhamos com psicólogo, boas conversas, começamos bem preparados. Não é hora de trabalhar essa parte emocional. Todos sabem o que temos de fazer. É entrar em campo e justificar nossa presença aqui.

Brasil pode jogar mais duro?

Único jogador que não apanhou foi eu. Fiz várias faltas e não sofri nenhuma. Estava em cima dos adversários. Espírito de Copa é isso. Não vai existir pegar a bola e caminhar com tranquilidade, principalmente contra Sul-americanos, que jogam Copa América, Libertadores. A gente vai entrar para evitar as faltas que acarretem o desgaste excessivo.

Favoritismo abalado após drama contra o Chile?

Eu vejo de uma maneira positiva. Passamos de adversário difícil, temos de valorizar. Eliminou o atual campeão do mundo (Espanha). Não foi à toa que chegaram. Nosso time soube lidar com essa pressão, contra um time que não tinha nada a perder, que jogou para empatar ou levar para os pênaltis. Nosso time manteve o nível de concentração até o fim. É importante nessa fase de mata-mata. Se vão apostar no Brasil ou não nas casas de aposta, não tem diferença. O que importa é fazer o nosso trabalho.

Ainda é favorito?

Espero que sim. Na minha concepção, é.

Pressão

As conversas com psicólogos foram muito boas. Agora, são entre atletas, no vestiário. Todo mundo é experiente, cascudo. Temos condições de analisar as coisas e tentar mudar o que está acontecendo. Todos sabem o que temos de melhorar e o que temos que manter. Isso é importante. Procuro ficar tranquilo nas partidas, me focar, mentalizar o que vai acontecer para tomar as decisões rápidas.

Confiança da torcida

Eu espero que o “eu acredito” possa ajudar. Todos falaram que o Mineirão tem dado sorte para a Seleção desde a Copa das Confederações. Conversei com o Jô sobre a Libertadores, que eles ganharam nos pênaltis, naquele mesmo gol. O Mineirão, esse grito da torcida do Atlético-MG na Libertadores, talvez possa ajudar. Mais importante é nossa atitude dentro do campo, quando a gente tem a posse de bola, de maneira bem feita. E quando não tiver a bola, defender de forma aguerrida.

Fernandinho acredita que vitória contra o Chile ajuda a dar confiança (Foto: Reuters)

Eliminações nas quartas para França (2006) e Holanda (2010)

A gente não conversa sobre o que passou. A gente vive o presente, o momento maravilhoso da carreira de cada um. Até mesmo os jogadores que estiveram na última Copa. Evitamos falar no que aconteceu. Estamos focados no hoje, no presente. O jogo contra a Colômbia é o mais importante das nossas vidas e vamos fazer tudo para conquistar a classificação.

Excesso de cobrança

O Brasil sempre é favorito. Isso sempre aconteceu. Nós sabemos que temos um grupo forte, ótimos jogadores, crescemos muito desde o início da competição. Isso tem fortalecido a cada dia que passa. Sobre o choro, cada um reage de forma diferente. Cada um tem uma reação. Não adianta dar destaque a isso, talvez não leve nosso time a lugar nenhum. Nesse momento, nosso nível de concentração foi muito bom numa decisão por pênaltis. Qualquer erro colocaria tudo por água abaixo.

Marcação individual sobre James Rodríguez

Nos lugares por onde passei, isso não existe mais. Acho que última vez foi no Atlético-PR, em 2003. Nunca mais joguei dessa forma. Nos clubes e seleções que joguei, é todo mundo marcando por zona. Se o jogador leva o marcador, acaba ficando um espaço muito grande. A marcação tem que ser por zona.

Marcação mais frágil da Colômbia

Diferente do Chile, gostam de jogar mais para o ataque. Os laterais apoiam ao mesmo tempo, meias chegam para finalizar. As seleções sul-americanas são aguerridas, chegam firme.

Claro que vai. Ele não está machucado. O sentimento sobre ele é normal, vamos torcer para que se recupere o mais rápido possível e esteja preparado.
Fernandinho, sobre Neymar

Evolução dos outros adversários

O nível do futebol mundial está equilibrado, todas as seleções cresceram muito. A gente tem uma prova que foi o Chile, que bateu a Espanha. A Costa Rica se classificou num grupo em que era saco de pancadas. Está muito nivelado. Mas o Brasil, por toda a história, pelos jogadores, estilo de jogo, sempre foi considerado favorito. Isso pode ser bom e pode nos ajudar a crescer. Isso pode fazer com que a equipe renda muito mais.

Neymar vai jogar?

Claro que vai. Ele não está machucado. O sentimento sobre ele é normal, vamos torcer para que se recupere o mais rápido possível e esteja preparado.

Excesso de faltas sobre Neymar

Os jogos são dessa maneira. Neymar tem estilo de jogo que gosta de ir para cima do defensor, tentar o drible, às vezes dois ou três jogadores acabam chegando para fazer a marcação e cometendo as faltas. Os árbitros têm deixado o jogo correr um pouco mais. Evitam de dar amarelo na primeira, segunda ou terceira faltas. Só depois advertem os jogadores. Isso pode estar coibindo os jogadores que usem essa técnica.

Estilo da Colômbia parece com o do Brasil?

Não citaria o futebol brasileiro, mas o sul-americano, que é um futebol alegre. James Rodríguez tem se destacado com gols e assistências. Cuadrado é um dos melhores da equipe, começa todas as ações de ataque do time, fôlego muito grande.

Posse de bola menor contra o Chile

Acho que o jogo foi equilibrado. Até o momento do gol de empate, criamos algumas boas chances, poderíamos ter feito o segundo gol. Analisamos bastante a equipe deles, não tiveram a mesma performance de jogos anteriores. Isso pode preocupar, nosso time é acostumado a controlar o jogo, não conseguimos isso nesse jogo, mas também por causa da tensão, da pressão. Um erro poderia acarretar a eliminação. Isso pode ter contribuído para mudar o estilo de jogo que a gente vinha tendo.

Desconfiança é justa?

Cada um pode ter um conceito. Nós jogadores, nosso grupo, está focado, confiante de que temos condições de passar, precisamos acertar alguma coisa ou outra. Confiança está alta, está grande. Jogo do Chile foi fundamental para que a gente pudesse se fortalecer, chegar mais forte nas quartas. Nós e a comissão estamos focados em fazer um grande resultado contra a Colômbia.

Liderança do Paulinho

Nosso grupo está unido, fechado, trocamos ideias. Tive conversa com vários jogadores, não só com o Paulinho, todos me apoiando. A gente tem esse costume, um orienta o outro, se ajuda. Naquele momento, foi quando o time se reuniu, isso é tradicional, ele encorajou os batedores. Transmitiu confiança para dar segurança a todos. Esse tipo de coisa é o diferencial da equipe. No momento crítico, de tensão, sempre tem alguém que vai tranquilizar.

Pressão por jogar em casa

O estado emocional está bem, tranquilo. Naquele momento, o estádio todo ficou tenso. No fim, tudo deu certo. Estamos tranquilos, essa semana vamos trabalhar para ver o que a equipe da Colômbia tem de forte e de fraco para usarmos na partida. Não adianta dar destaque a isso e esquecer que temos um jogo muito importante na sexta-feira, que pode dar a classificação.

FONTE:G1/COPADOMUNDO

PSDB anuncia Aloysio Nunes como candidato a vice na chapa de Aécio


O PSDB anunciou nesta segunda-feira (30), após reunião de dirigentes do partido em Brasília, a escolha do senador Aloysio Nunes (SP) como candidato à Vice-Presidência na chapa de Aécio Neves.

Com a decisão, o partido forma uma chapa "puro-sangue" (candidatos a presidente e vice do mesmo partido) e "café com leite" (um mineiro e um paulista) – na República Velha (até 1930), paulistas (produtores de café) e mineiros (de leite) se revezavam na Presidência da República.

A decisão do PSDB visa agregar o partido, já que Nunes é do grupo do ex-governador José Serra, cuja candidatura a presidente chegou a ser cogitada, e também reforçar o nome de Aécio Neves em São Paulo.

Outra opção para vice avaliada pelos tucanos foi a ex-ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Ellen Gracie, em razão da trajetória profissional, do currículo jurídico e por ser mulher.

Mas a maioria dos dirigentes tucanos considerou que a escolha de Aloysio Nunes será capaz de dar maior unidade ao partido.Ao anunciar o nome de Aloysio Nunes, o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse que o senador é o mais preparado para presidir o país em "qualquer eventualidade", além de ser “íntegro” e “honesto”.

“As razões para a escolha de Aloysio, eu resumiria dizendo que não foram as conveniências da campanha, mas sim os interesses do Brasil. Aloysio Nunes não é um homem preparado apenas para ser vice-presidente da República. É um homem que em qualquer circunstância está preparado para presidir o pais”, disse Aécio Neves.

Aécio Neves anunciou ainda que o líder do DEM no Senado, José Agripino Maia (RN), será o coordenador-geral da campanha dele à Presidência. "É um sinal de forte integração", afirmou.

José Serra
Ao falar após o anúncio, Aloysio Nunes disse que a população brasileira quer mudança. “As condições que vemos hoje apontam um profundo desejo de mudança na sociedade brasileira. O Brasil quer mudar, quer um governo diferente, quer um novo fôlego, novo impulso. E o Aécio conseguiu encarnar este desejo. Aí entra a virtude, a força da vontade, a lucidez, os atributos pessoais.”

Além de fazer uma série de elogios a Aécio Neves, Aloysio Nunes fez referência a José Serra, num esforço de demonstrar a união entre segmentos do PSDB.

“Depois que o Aécio foi eleito presidente da Câmara e teve uma trajetória brilhante que o credencia hoje a ser nosso presidente da República, eu trilhei o caminho do Legislativo. E servi também a esse extraordinário político que é José Serra”, disse.Aécio Neves também destacou que Serra terá “papel importante” na campanha e disse que o PSDB está “mais unido que nunca”.

"Serra terá uma participação extremamente importante na campanha. Todos nós, dentro de qualquer partido, temos posições divergentes. Nosso objetivo é iniciar um novo ciclo no Brasil, e José Serra terá um papel muito importante”, afirmou.

Chapa puro sangue
Aécio e Aloysio Nunes foram questionados por jornalistas pelo fato de terem escolhido formar uma chapa "puro-sangue”, com candidatos do PSDB tanto para a Presidência quanto para a vice.

Segundo Aécio Neves, a escolha do senador tucano para a disputa se deu porque ele é o nome que trouxe maior “convergência” aos partidos que formam a coligação.

“Ocorreu a naturalidade da escolha. Aloysio foi indicado vice porque foi o nome que convergiu. Lideranças como Paulinho da Força Sindical [presidente do Solidariedade] apoiaram. Aloysio é maior que o PSDB”, disse. “O PSDB peca há muito tempo por esse defeito, excesso de quadros qualificados”, ironizou.

'Medo'
Os dois tucanos afirmaram ainda que pretendem levar adiante uma campanha marcada pela apresentação de propostas e acusaram o PT de usar a “estratégia de difundir o medo” por não ter “nada novo para mostrar”.

“Tenho couro duro, mas o ódio é uma arma contraproducente. É usado como arma porque Dilma não tem mais nada de novo para oferecer ao Brasil”, afirmou Aloysio Nunes.

“Vamos falar de futuro, de esperança. Vamos deixar o ódio e o medo para nossos adversários”, disse Aécio Neves.

FONTE:G1/POLÍTICA

ALEMANHA LEVA SUSTO, MAS LETRA DE SCHÜRRLE ABRE VITÓRIA CONTRA ARGÉLIA



A Alemanha desconstruiu em 120 minutos qualquer status de favorita suprema ao título da Copa do Mundo. Sofreu além da conta, rendeu calafrios à sua torcida num Beira-Rio em que foi visitante e precisou da prorrogação para se classificar às quartas de final. A vitória por 2 a 1 sobre a Argélia, daquelas loucas e imprevisíveis, nasceu do pé esquerdo de André Schürrle, numa letra tão desengonçada quanto o futebol apresentado pelo time de Joachim Löw. Continuou com um chute de Mesut Özil depois de o próprio titubear frente ao goleiro M'Bolhi, quase herói da noite. E terminou com Djabou enchendo os argelinos de esperança, mesmo que restasse menos de um minuio nos acréscimos.

Pesou contra a atuação abaixo da média dos germânicos principalmente a ausência do zagueiro Mats Hummels, gripado. O setor ofensivo, apesar de terminar com quase 30 finalizações, também mereceu críticas, especialmente nos três primeiros quartos do jogo. Restaram os aplausos de reconhecimento à Argélia – e o choro de Feghouli ainda no gramado. Classificada em segundo no Grupo H depois de vencer a Coreia do Sul no próprio Beira-Rio, a seleção africana ganhou o respeito e a torcida da maioria dos 43.063 presentes

Schuerrle gol Alemanha x Argélia no Beira-Rio (Foto: Reuters)
A Alemanha volta a campo na próxima sexta-feira. Fará um clássico europeu contra a França, às 13h (de Brasília), no Maracanã, num dos duelos mais aguardados do Mundial. Quem vencer enfrentará Brasil ou Colômbia na semifinal do dia 8, no Mineirão. Eliminados, os argelinos voltaram ao seu país nesta quarta-feira de cabeça erguida por quase terem se consagrado como outra zebra no Brasil.

Argélia perto do gol

O relógio passava da casa dos 20 minutos. Joachim Löw virou-se para o próprio banco de reservas e resolveu colocar metade dos relacionados no aquecimento. Estava claro que não era um protocolo: a Alemanha, dominada pela Argélia, sentia o perigo no cangote. Foram alguns bons minutos de apreensão por parte dos germânicos. Os africanos, organizados defensivamente e diretos quando conseguiam recuperar alguma bola, criaram as melhores chances – abusaram da ausência do pilar da defesa no time de Joachim Löw, o gripado Hummels. Tiveram, inclusive, um gol corretamente anulado, marcado por Slimani de cabeça aos 16.
Rais Alemanha x Argélia no Beira-Rio (Foto: Reuters)
O camisa 13 argelino, melhor em campo na vitória sobre a Coreia do Sul e no empate com a Rússia, parecia incansável. Puxava a marcação, aguardava uma titubeada qualquer dos inconstantes Mertesacker e Boateng para agir, colocou Neuer para dar um carrinho salvador na intermediária... Ele tinha ainda a companhia de Feghouli, o craque do time, e Soudani, dono de bons passes. Faltou mesmo um gol que o trio de arbitragem brasileiro, comandado por Sandro Meira Ricci, não anulasse.

Alemanha demora, mas reage

A Alemanha, com pinta de toda-poderosa, praticamente não se movimentava, salvo um aguerrido Thomas Müller e outra rara exceção. Também não finalizava, consequência natural de um time que não poderia sequer culpar o calor tão citado na primeira fase no Nordeste. Fazia um frio de quase 10ºC no Beira-Rio, algo próximo do que os alemães estão acostumados. E a seleção europeia só foi reagir já no fim, quando Kroos percebeu que o espaço na intermediária permitia a finalização. Numa delas, M'Bolhi deu rebote, mas Götze não aproveitou
.Löw enxergou um time viciado, embolado e que facilitava a marcação dos africanos. Pôs Schürrle, um ponta, no lugar de Götze. Melhorou ao ponto de oferecer ao seu torcedor alguma esperança de bom futebol. Schürrle, duas vezes, Höwedes e Lahm quase abriram o placar. A Argélia estava reduzida aos contra-ataques e cruzamentos, mas uma ou outra troca de passes foi o suficiente para arrancar gritos de "olé" das arquibancadas. Ainda assim, conseguiu se sustentar – o ímpeto inicial dos alemães diminuiu.
O jogo entrava num tom de marasmo. Mustafi se lesionou e ofereceu a oportunidade de Löw mudar o time. Entre Klose e Khedira, ele optou pelo conservadorismo. Lahm voltou à lateral, sua posição de origem, mas faltava o homem-gol para receber seus cruzamentos.

Lá e cá

A Argélia voltou a gostar da partida. Feghouli, Slimani e Soudani flertaram com o gol do heroísmo e transformaram o jogo num lá e cá empolgante. Müller, pela direita, fez linda jogada que terminou com cabeçada de Schweinsteiger para fora. O camisa 13 foi para a área no lance seguinte e obrigou M’Bolhi a operar um milagre. Em seguida, dominou na área e emendou de direita para fora
.O clima era de tensão – mas também de gargalhadas, quando Müller caiu sozinho numa falta ensaiada de frente para área. Neuer, com saídas precisas do gol, quase como um líbero, evitou o pior para a Alemanha. Schweinsteiger, do outro lado, desperdiçou ótima oportunidade em cabeçada. Era noite de prorrogação.

Argélia não resiste

Os aplausos ao apito final já indicavam um sentimento de dever cumprido por parte dos africanos. Torcedores de rostos pintados viraram-se para as câmeras tremulando suas bandeiras. O Beira-Rio estava feliz por poder assistir a mais 30 minutos e manter o sonho de ver outra zebra passear pelo Brasil.

Durou pouco mais de um minuto. Após a saída de bola, a Alemanha recuperou a posse rapidamente e em três toques Müller já invadia a área. O cruzamento saiu um pouco atrás do planejado, mas Schürrle, de letra, conseguiu desviar para as redes: 1 a 0 e enorme alívio para os europeus.

Mais leve, a Alemanha manteve o pique. Müller quase ampliou em finalização de fora da área. Khedira, lá atrás deu enorme susto ao furar a bola pós-escanteio – Mostefa aproveitou a sobra e concluiu para fora. No fim, um jogo para pegar fogo: Özil, aos 14 do segundo tempo, ampliou depois de hesitar frente ao goleiro. Djabou, nos acréscimos, aproveitou buraco na área para descontar. Mas não houve tempo para buscar o empate.

FONTE:G1/COPADOMUNDO

Marquezine diz a revista que teria ciúme de Neymar se ele fosse ator

Dizem que namorar jogador de futebol é uma barra. Muito assédio, muita maria-chuteira. Mas na revista "Caras" desta semana, Bruna Marquezine reconheceu que namorar atriz também não é fácil.

"Eu teria um pouquinho de ciúme doNeymar se ele fosse ator; acho que ele também deve ter de mim. É normal. Não é a coisa mais legal de se assistir. Mas ele é bem compreensivo”, disse ela à publicação sobre as cenas de beijo que vive com Laerte, personagem de Gabriel Braga Nunes na trama de "Em família".

FONTE:EGO

FANTASMA À VISTA: FRANÇA ELIMINA NIGÉRIA E ESTÁ NAS QUARTAS DE FINAL



Só duas seleções venceram o Brasil em finais de Copa do Mundo: França e Uruguai. E nem todo fantasma brasileiro foi exorcizado nesta Copa do Mundo. Nesta segunda-feira, outro vulto azul, esse mais escuro que os já eliminados uruguaios, voltaram a rondar a imaginação da maioria que vestia camisa amarela no Mané Garrincha. A torcida até que apoiou a Nigéria, mas os Bleus confirmaram o favoritismo, venceram por 2 a 0 (gols de Pogba e Yobo, contra) e estão classificados para as quartas de final. Aguardam o vencedor de Alemanha x Argélia para o jogo da próxima sexta-feira, às 13h, no Maracanã. Caso cheguem até a semifinal, podem cruzar o caminho da Seleção, que pega a Colômbia.No currículo da fila brasileira diante dos franceses, não há só título o título perdido em 1998. Conta ainda com eliminações nas quartas de final de 1986 e 2006. Difícil de engolir, assim como foi difícil para os franceses engolir o almoço às 8h, 9h, quase que obrigados por conta do horário da partida. Além do almoço, superar o sol de 13h em Brasília não é das tarefas mais fáceis. Mas a temperatura deu uma trégua, assim como o futebol apresentado até a saída de Giroud. Benzema acordou, o time acordou, o fantasma acordou diante dos 67.882 que estavam no estádio.
Pogba gol França x Nigéria (Foto: Getty Images)
Primeiro tempo pouco produtivo

Antes de a bola rolar, existia uma preocupação sobre o comportamento dos franceses debaixo do sol de 30º. Os nigerianos pareciam não temer a alta temperatura. A preparação foi cuidadosa, tanto que fizeram dois treinos em Brasília bem próximos do horário da partida. Poderia ser um ponto a favor. A bola rolou, a temperatura caiu para 27º, o sol sumiu, o tempo mudou. O calor humano era maior das vozes dos brasileiros.Para cada um que gritava “Allez les Bleus” (Vamos azuis!), 10, 20, 30, proporcionalmente, puxavam “Nigéria”, “Nigéria”. Teve até “olé”. Os brasileiros, preocupados com o possível adversário numa semifinal, têm motivo para se posicionarem contra: os franceses ganharam uma final de Copa do Brasil, em 1998, e eliminaram a Seleção em duas quartas de final (1986 e 2006).

Chegaram a gritar gol, mas Emenike estava impedido. Lance bem anulado. E vibraram quando Enyeama fez uma excelente defesa no chute de Pogba, após tabela com o rápido Valbuena. Logo depois do “uh” no chute novamente do camisa 9 africano, ficaram apreensivos quando Giroud tocou mal de cabeça. O centroavante, aliás, apesar dos suspiros arrancados seguidos de gritos das mulheres que admiravam sua beleza exibida no telão, apresentou um futebol bem feio. Errou quase tudo que podia. Benzema, tirando uma furada em impedimento, andava sumido.

Enyeama entrega o ouro

A França do futebol vistoso das duas primeiras rodadas (3 a 0 e 5 a 2 contra Honduras e Suíça) mais parecia com a improdutiva do empate sem gols com Equador. Sem brilho, pouco empolgante. Acanhada a ponto de ficar com menos posse de bola por boa parte do tempo. A Nigéria dedicava mais raça. Onazi era carrapato no meio de campo. Até sofrer a segunda pancada e, dessa vez, ir à lona. Saiu de maca, direto para os vestiários.

Enquanto Ruben Gabriel levantava a mão pedindo para entrar e recompor o time, a França até tentou um contra-ataque. Parou novamente na defesa. Donos do maior número de chutes de certos na primeira fase, mal arriscavam. Benzema, abaixo apenas de Cristiano Ronaldo tratando-se de finalizações, mudou a posição. Saiu da esquerda e foi para o meio. Giroud, vaiado, deu lugar a Griezmann.

Ficar frente a frente com a baliza era tudo o que Benzema precisava. Uma jogada individual, a tabela com Griezmann e ele estava de volta ao jogo. Agora mais presente. A conclusão bateu no goleiro Enyeama, carambolou no camisa 10 e quase cruzou a linha. Moses chegou a tempo para salvar. Os Bleus acordaram. Pressionaram. Cabaye acertou o travessão. Benzema quase fez de cabeça. Os gigantes chamaram o jogo para si. Questão de tempo. Até Pogba aproveitar uma saída ruim de Enyeama e mandar de cabeça para a rede. A Nigéria tentou uma pressão no finzinho, sem sucesso. Pior: ainda levou o segundo, em cruzamento de Valbuena que Yobo mandou contra a própria meta. O fantasma França segue na Copa do Mundo. Os brasileiros presentes ao estádio tinham noção disso, e cantaram após o apito final: "França, pode esperar, a sua hora vai chegar."

Fonte:G1/COPADOMUNDO

Suárez pede desculpas a Chiellini, admite mordida e promete não repetir

Seis dias após perder a cabeça na partida entre Uruguai e Itália, válida pela última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo e que classificou a Celeste às oitavas de final, e morder o zagueiro italiano Giorgio Chiellini, Luis Suárez pediu desculpas. De volta a Montevidéu depois de ser punido pela Fifa - nove jogos de suspensão e quatro meses banido de qualquer evento futebolístico -, o atacante, por meio das redes sociais, publicou uma nota nesta segunda-feira demonstrando arrependimento pelo ato.


- <i></i>Meu companheiro de profissão Giorgio Chiellini sofreu, no lance que teve comigo, os efeitos físicos de uma mordida e, por isto, me arrependo profundamente, peço perdão a Giorgio Chiellini e toda a família do futebol e me comprometo publicamente a nunca mais me envolver em um incidente como este - escreveu.


No texto, Suárez ainda diz que o tempo o ajudou a refletir sobre o que havia feito, e que isso o teria motivado a publicar a nota. Vítima da agressão do uruguaio, Chiellini já havia dito que o perdoava e se queixou, inclusive, da severidade da punição. O atacante garantiu, ainda, que o "incidente" não voltará a acontecer - ele já havia mordido adversários duas vezes, quando jogava pelo Ajax e pelo atual clube, o Liverpool.Pela primeira vez, Suárez admitiu que, de fato, mordeu o adversário. Até o momento, a única posição do atacante sobre o lance estava no documento oficial da Fifa, que explica os motivos da punição. Nele, o uruguaio dizia que não teve a intenção de mordê-lo e que sua boca apenas bateu no ombro do italiano.

Essa é a segunda declaração pública dada por Suárez desde que a punição foi decretada. No último sábado, também pela internet, ele agradeceu o apoio do povo uruguaio, que o tratou como herói e o recebeu calorosamente no retorno ao país.


A mordida no jogador italiano aconteceu aos 35 minutos do segundo tempo, pouco antes de Godín marcar o gol da vitória do Uruguai - que seria eliminado pela Colômbia quatro dias depois, nas oitavas. Fora da disputa de bola, o atacante claramente abocanha o ombro de Chiellini, que cai e fica se queixando. O árbitro, de costas, não o puniu na partida.


Confira, na íntegra, a nota publicada por Suárez:


"Depois de alguns dias em casa com a minha família, tive a oportunidade de, mais calmo, pensar sobre o que aconteceu no jogo entre Itália x Uruguai, ocorrido em 24 de junho de 2014.

Me mantive à margem das polêmicas e das contraditórias manifestações produzidas nestes dias, tudo isto para não interferir no bem estar da minha seleção, mas o certo é que meu companheiro de profissão Giorgio Chiellini sofreu no lance que teve comigo os efeitos físicos de uma mordida e, por isto:

- Me arrependo profundamente.
- Peço perdão a Giorgio Chiellini e toda a família do futebol.
- Me comprometo publicamente a nunca mais me envolver em um incidente como este.


Montevidéu, 30 de junho de 2014"
Luiz Suárez pede desculpas a Chiellini (Foto: Reprodução)
FONTE:G1/COPADOMUNDO

Lembra dela? Cida Marques, musa dos anos 90, vai a evento em São Paulo



Musa dos anos 90, Cida Marques reapareceu em evento realizado neste domingo, 29, em São Paulo. A atriz, que foi capa da revista “Playboy” por duas vezes - a primeira delas em abril de 1997 -, esteve em leilão beneficente realizado na Casa Itaim, localizada no bairro do Itaim-Bibi. De acordo com matéria publicada em 2013 no jornal "O Dia", Cida estaria trabalhando em uma revendedora de carros em São Paulo.
Cida Marques em evento em São Paulo (Foto: Marcos Ribas/ Foto Rio News)Cida Marques em evento em São Paulo (Foto: Marcos Ribas/ Foto Rio News)
FONTE:EGO

Beyoncé é eleita a celebridade mais poderosa do mundo pela 'Forbes'



Beyoncé foi eleita a celebridade mais poderosa do mundo em 2014 pela revista norte-americana "Forbes", que divulgou o ranking nesta segunda-feira (30). De acordo com a publicação, ela ficou em primeiro lugar principalmente por causa dos 95 shows da turnê "The Mrs Carter Tour", faturando US$ 2,4 milhões em média.

Ela ainda lançou seu disco mais inovador, o "álbum visual" que traz videoclipes das 14 canções e fez sucesso no iTunes com quase nenhuma publicidade. O single "Drunk in love" vendeu mais de um milhão de cópias. Beyoncé ainda ganha milhões em sua parceria com as marcas H&M e Pepsi, além de sua grife de roupas House of Dereon e sua linha de perfume. O total dos ganhos da cantora no último ano foram de US$ 115 milhões. Em abril deste ano, Beyoncé já foi apontada como uma das personalidades mais influentes do mundo pela "Time".
O rapper Jay Z, marido de Beyoncé, aparece em sexto lugar no ranking da revista, com rendimentos de US$ 60 milhões no último ano. Na segunda posição,está o astro do basquete LeBron James, por conta de seus acordos milionários com as marcas Nike, McDonald's, Coca-Cola e Upper Deck.

O produtor e rapper Dr. Dre ficou em terceiro, com ganhos de US$ 62 milhões. As apresentadoras Oprah Winfrey -- que liderou a lista do ano passado -- e Ellen DeGeneres aparecem em quarto e quinto lugares. Gisele Bündchen é a única brasileira na lista da "Forbes". Por receber US$ 47 milhões no último ano, ela é a modelo mais bem paga do mundo pelo oitavo ano seguido.
A lista da "Forbes" leva em conta rendimentos dos artistas, um "índice de marketabilidade" desenvolvido pela empresa californiana E-Poll, e a influência na imprensa e nas redes sociais. Veja abaixo o top 10 da lista de celebridades mais poderosas e quanto elas faturaram:

1º) Beyoncé Knowles: US$ 115 milhões
2º) LeBron James: US$ 72 milhões
3º) Dr. Dre: US$ 620 milhões
4º) Oprah Winfrey: US$ 82 milhões
5º) Ellen DeGeneres: US$ 70 milhões
6º) Jay Z: US$ 60 milhões
7º) Floyd Mayweather: US$ 105 milhões
8º) Rihanna: US$ 48 milhões
9º) Katy Perry: US$ 40 milhões
10º) Robert Downey Jr.: US$ 75 milhões

FONTE:G1/ENTRETENIMENTO

Seleção chega à Granja Comary e inicia preparação para pegar Colômbia


A seleção brasileira já está em casa. Pouco depois de 12h (de Brasília) desta segunda-feira, o ônibus com a delegação chegou à Granja Comary. A reapresentação acontece depois da folga de domingo e da sofrida classificação de sábado, quando a equipe bateu o Chile nos pênaltis por 3 a 2, após empate de 1 a 1 em 120 minutos, e avançou às quartas de final da Copa do Mundo para enfrentar a Colômbia.Na porta da Granja, concentração que fica em Teresópolis e recebe a Seleção desde 26 de maio, cerca de 150 animados torcedores se reuniram para esperar os ídolos. Gritaram, tiraram fotos, acenaram, mas, como de praxe, o ônibus não parou e não houve qualquer contato mais direto com os atletas.A CBF ainda não anunciou a programação desta segunda-feira, mas a maior probabilidade é que a equipe treine no período da tarde com os reservas no campo e os titulares na academia e submetidos a atividades de reabilitação física. Isso tem sido constante depois dos jogos e, dessa vez, há um agravante. A classificação só foi obtida depois da prorrogação e dos pênaltis, o que significa desgaste maior.
Ônibus da Seleção chega em Teresópolis  (Foto: Chris Mussi)
A Seleção vai treinar na Granja Comary até quarta-feira, quando embarca para Fortaleza. Na quinta-feira, fará a última atividade já na capital cearense e na sexta, às 17h, vai jogar contra a Colômbia, que tem até agora quatro vitórias (100% de aproveitamento) e o artilheiro da Copa, o meia James Rodríguez, autor de cinco gols.

Fonte:G1/SELEÇÃOBRASILEIRA

Caminhão fica esmagado ao tentar passar sob viaduto mais baixo que sua carroceria



Um motorista de caminhão ficou passou por apuros depois de bater sua carga de latas de desodorante em uma ponte ferroviária. O veículo acabou ficando esmagado pelo viaduto, que era mais baixo que a parte traseira do caminhão.

O motorista teve que saltar do caminhão depois que os pneus dele ficaram suspensos no ar. O caminhão da John Raymond Transportes ficou destruído depois de não conseguir passar por baixo da ponte cuja altura máxima era de 4,9 metros. O incidente aconteceu em Wooton Bassett Road, Swindon, Wiltshire (Inglaterra).

A polícia foi obrigada a fechar a estrada e desviar o tráfego até remover os destroços debaixo da ponte. Uma barreira de segurança da ponte, que abriga uma linha férrea, acabou evitando que os serviços ferroviários fossem interrompidos.Acidente aconteceu em Wooton Bassett Road, Swindon, Wiltshire. Caminhão ficou esmagado debaixo de viaduto que tinha altura inferior à sua carroceria.
55
Uma moradora da região disse que esta não era a primeira vez que um caminhão bate na ponte em questão. “Isso acontece duas ou três vezes por ano. Tivemos rolos de papel higiênico por toda a estrada antes, e até açúcar,” disse ela.Um porta-voz da John Raymond Transport, com sede em Bridgend, País de Gales, disse que o motorista estava ‘bem’, mas não quis comentar sobre o acidente.

Fonte:Gadoo

Padre Ferreirinha morre em Fortaleza

Faleceu, na manhã de ontem (29), aos 82 anos, o padre Manoel de Castro Ferreira, mais conhecido pelos fiéis como Padre Ferreirinha, vítima de um infarto. O corpo do presbítero foi velado na tarde do mesmo dia, na Igreja de Santa Edwirges. A celebração foi presidida pelo arcebispo de Fortaleza, Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques e concelebrada por seus amigos presbíteros.

Durante os anos de 1968 e 1969, Padre Ferreirinha foi professor e coordenador pedagógico do Colégio Salesiano, em Juazeiro do Norte. Em 1970 tornou-se vice-pároco da paróquia Nossa Senhora da Piedade. Em 1974, foi nomeado pároco da paróquia Nossa Senhora do Patrocínio, onde permaneceu até o ano de 2013.

Fonte:diáriodonordeste/RELIGIÃO

EM FAMÍLIA:Vai nascer! Juliana entra em trabalho de parto



Ela tenta ligar para Jairo, mas ele não atende (Foto: Em Família/TV Globo)O bebê de Juliana (Vanessa Gerbelli) não quer saber de esperar. Um pouquinho antes do previsto, ela começa a sentir as fortes contrações e resolve correr para a maternidade. O problema é que Jairo (Marcello Melo Jr.) sumiu! A dona de casa liga, mas o malandro não atende e fica sem saber que o filho está prestes a nascer. 

O resto da família também não atende. Sem alternativa, Juliana embarca em um táxi com Guiomar(Jessika Alves) e segue para a maternidade. No caminho, mais um susto: a bolsa estoura! "Tanto tempo sonhando com esse filho! Não pode acontecer nada de mal com o meu bebê", suplica Juliana. Será que vai dar tudo certo?Não perca a cena, que está prevista para ir ao ar nesta segunda-feira, dia 30 de junho. Saiba mais sobre o capítulo!

FONTE:GSHOW

GERAÇÃOBRASIL:Afinidade? A gente vê por aqui! Manu ajuda a aprimorar o projeto de Davi


Os dois se beijam, apaixonados!  (Foto: Geração Brasil/TV Globo)Manu(Chandelly Braz) sabe mesmo como mexer com Davi (Humberto Carrão). Além de ser sua parceira na Marra Brasil, a gata resolveu embarcar no projeto desenvolvido pelo namorado antes de ele entrar no Concurso Geração Brasil e vai até sua casa fazer uma surpresinha. Chegando lá, a pernambucana faz várias alterações e aprimora o "Júnior".Claro que quando chega em casa, o sobrinho deRita (Gisele Fróes) fica radiante com a amada. “Incrível, Manu! Essa ideia de acrescentar kits e manuais de robótica é fantástica. Você tácomprando a minha ideia do Júnior comigo?”, diz o hacker, que logo depois dá um beijão na morena. Ai, o amor! Não perca esta cena, que está prevista para ir ao ar na segunda-feira, dia 30 de junho. Saiba mais sobre este capítulo.


FONTE:GSHOW

MEU PEDACINHO DE CHÃO:Viramundo pergunta se Gina tem algo com Ferdinando

Viramundo (Gabriel Sater) e Pedro Falcão(Rodrigo Lombardi) estão em uma tranquila prosa sobre as qualidades de Gina (Paula Barbosa). "A minha Gina vale ouro!", o pai da moça exclama. O violeiro concorda e pergunta interessado: "Ela teve alguma coisa séria com o tal de doutô Ferdinando Napoleão (Johnny Massaro)?". Desconfiado, Pedro questiona: "Ora essa... Por que essa pergunta agora?".


O rapaz despista e conta que ele está ensinando a ruiva a cantar enquanto trabalham na roça. O dono das terras fica encafifado e decide sondar: "Além de cantá, ocês dois fazem mais alguma coisa?". "Fazemos", Viramundo responde. "Fazem o quê?", Pedro pergunta. "Pegamos na enxada, ara! O que quê o senhor tápensando?", o violeiro se defende.

Será que Viramundo está de segundas intenções com Gina? Não perca esta cena, que está prevista para ir ao ar segunda-feira, dia 30/6. Saiba mais sobre este capítulo.

FONTE:GSHOW

domingo, 29 de junho de 2014

Mulheres são vistas como propriedades dos homens no Líbano



A reportagem especial deste domingo (29) investiga uma violência contra a mulher: por que, em alguns lugares do mundo, as mulheres ainda são tratadas como cidadãs de segunda classe e sofrem todo o tipo de abuso?

O Líbano, por exemplo, uma sociedade moderna convive com costumes medievais. Lá, as mulheres, depois do casamento, passam a ser propriedade dos maridos e podem ser agredidas, presas e até estupradas sem ter a quem recorrer.

Será que voltamos dois mil anos no tempo? Não exatamente. É 2014, estamos no Oriente Médio e muitos homens ainda agem como sultões, em um mundo que eles acreditam que mulheres existem para servi-los.

Segregação, maus tratos, mutilação de órgãos genitais, estupros, tortura dentro de casa, divórcios desejados pelas mulheres, mas dificilmente alcançados e crimes de honra em que o marido assassino sai praticamente impune.

O Fantástico vai mostrar mundos que não mudam. Homens que mandam. E mulheres que não querem mais obedecer.

À primeira vista, pelo menos no primeiro encontro, Beirute, a capital do Líbano, parece um paraíso da modernidade. Para os padrões do Oriente Médio, a noite pegando fogo é muita ousadia.

A primeira vista, a noite de Beirute é muito parecida com a de São Paulo, Rio, Porto Alegre, Belo Horizonte, qualquer grande cidade brasileira. Mas ao entrar na sociedade libanesa, entendendo um pouquinho melhor, percebe-se logo que as mulheres não andam nada satisfeitas. 

ONU lista países muçulmanos que mais desrespeitam direitos das mulheres

Um estudo da ONU, de março deste ano, fez um ranking dos países muçulmanos que mais desrespeitam os direitos das mulheres. O Líbano aparece na posição 14 entre 47 países. No Egito, segundo a ONU, mais de 27 milhões de mulheres tiveram os órgãos genitais mutilados. No Iraque, mulheres são vendidas e estupradas.

Naíma Yazbek é brasileira, descendente de libaneses por parte de mãe. Se fosse por parte de pai, teria cidadania e não seria tratada oficialmente como uma prostituta, o que acontece com as estrangeiras que trabalham como dançarinas no Líbano.

“Eu tenho que fazer exame de sangue, porque eu sou dançarina. Meu visto de trabalho aqui é como dançarina”, conta Naíma Yazbek, dançarina.

Fantástico: Mas que exame?
Naíma: Exame de AIDS, e de sífilis. A cada três meses eu tenho que pagar o exame, não pode ser qualquer laboratório, tem que ser o da imigração do Líbano.

A dança do ventre é tradição. Sensualidade permitida nos países árabes. Em sociedades onde a mulher, muito frequentemente, é vista como propriedade dos homens.

“A mulher tem um papel na sociedade. Ou ela é para casar ou ela é para ser, aquela mulher para ser usada”, explica Naíma.

Mulheres libanesas perdem inúmeros direitos após o casamento

Depois do casamento, a mulher libanesa perde inúmeros direitos. É quando alguns homens se sentem poderosos demais.

Fantástico: Te bateu, o que? Deu um soco na cara?
Naíma: Me bateu, deu soco, me empurrou.

Quando Naíma foi até à polícia denunciar o ex-namorado ninguém deu ouvidos.

“Quase riram da minha cara. Eles perguntaram: "você foi estuprada, não! Você foi machucada, não! Então eles: ‘Ah, então você, o que que você tá reclamando?’", lembra a dançarina.

Leis no Líbano concordam que homem deve ter poderes sobre as mulheres

Os casamentos no Líbano seguem leis religiosas, que não tem nada de parecido com o nosso Código Civil Brasileiro. As leis muçulmanas e cristãs, lá, concordam que o homem deve ter poderes sobre as mulheres.

Dados da ONU mostram que no Iêmen, no Kwait, no Sudão, no Barém, na Argélia e em Marrocos, o marido agredir a própria mulher não é crime. Na Faixa de Gaza, em 2011, 51% das mulheres sofreram com a violência doméstica. No Líbano, não existe punição para o marido que forçar a mulher a fazer sexo com ele.

Vítimas de agressões fotografaram o que representava o sofrimento

As fotografias foram resultado de um trabalho da ativista Dália Khamissy com dez mulheres que eram vítimas de violência extrema dentro de casa. Escondidas dos maridos, elas fotografaram aquilo que representava o sofrimento delas.

“Uma era casada com um ex-soldado, que usava nela e nos filhos os mesmos instrumentos de tortura que usava na guerra”, conta a fotógrafa e ativista Dália Khamissy.

A foto que mais impressionou Dália, foi a de um chuveiro. Depois de ser violentada pelo marido, a mulher desmaiava, e era arrastada até o chuveiro. Quando acordava, apanhava mais.

“Se um marido descobre que a mulher está tendo um caso, ele tem direito de matá-la. Mas se ela descobre que ele está tendo um caso e mata o marido, ela é condenada à prisão perpetua ou morte por enforcamento”, conta Tania Saleh, cantora.

Mulher perdeu virgindade após ser abusada por dois homens

Aisha não mostra o rosto porque tem vergonha. Foi abusada sexualmente por um amigo do pai e por estranhos.

“Eu dei talvez cinco, ou seis goles da bebida que me ofereceram e apaguei. Não lembro de nada. Acordei no dia seguinte, nua, com os dois homens do meu lado, também nus. Então eu descobri que tinha perdido a virgindade”, lembra Aisha.

Anos depois, Aisha foi atacada na saída do banheiro de um restaurante.

“Quanto mais eu gritava, mais ele me batia”, conta Aisha.

No fim, o estuprador ainda se sentiu no direito de dar uma lição de moral na vítima.

“Ele disse que se eu fosse irmã dele ele teria me matado, porque eu estava fora de casa àquela hora da noite”, diz Aisha.

Aisha não foi à polícia porque teve medo.

Vítimas de estupro podem ser presas por adultério

Na Arábia Saudita, nos Emirados Árabes e no Sudão, vítimas de estupro que procuram a polícia podem ser presas, por adultério.

E, no Egito, dados da ONU mostram que desde a queda do ditador Hosni Mubarak em 2011, mais de 90% das mulheres foram expostas a algum tipo de assédio sexual.

Brasileira conviveu por dois anos com rotina de agressões no Líbano

A brasileira Sheila tem duas filhas com um libanês. Depois de dois anos vivendo em uma rotina de agressões no Líbano, voltou ao Brasil e se separou do marido.

“Quando você não sofre violência do seu marido, quem te agride fisicamente são cunhados, são primos, são outras pessoas da família que têm a liberdade de te corrigir”, explica a professora Sheila Ali Ghazzaoui.

Consulado brasileiro alerta mulheres brasileiras que pensam em se casar no Líbano

Problemas como esse têm sido tão frequentes, e graves, que o Consulado do Brasil em Beirute resolveu fazer uma cartilha, um alerta para as mulheres brasileiras que pensam em se casar com libaneses e se submeter às leis extremamente patriarcais do Líbano.

“É saber exatamente onde vai pisar. As diferenças culturais, as diferentes jurídicas. Se tem violência doméstica, com agressão física ou não”, conta o cônsul-geral adjunto em Beirute Luiz Eduardo Pedroso.

Com um simples telefonema às autoridades de imigração, o marido pode impedir a mulher de deixar o país. E frequentemente o consulado recebe brasileiras pedindo ajuda para voltar para casa.

“Se o marido não botou o nome no aeroporto, há uma maneira de tirá-la daqui, mas tem que ser feito de forma discreta, etc e tal. Se ficar jogando aos quatro ventos o marido fica sabendo, no dia seguinte põe o nome, e ela não sai”, explica Luiz Eduardo Pedroso.

Cônsul do Líbano em SP diz que país não trata mulheres de forma diferente

O cônsul-geral do Líbano em São Paulo diz que o país não trata as mulheres de forma diferente de outros países.

“Nós temos casos de violência doméstica, e até mesmo de estupros dentro e fora das famílias, mas não é nada alarmante. Neste ano, foi aprovada uma nova lei que protege as mulheres contra a violência doméstica que nós estamos implementando”, afirma cônsul-geral do Líbano em São Paulo Kabalan Frangie.

Libanesas se cansaram de ficar em silêncio

Mas as libanesas se cansaram de ficar em silêncio. Recentemente, mais de cinco mil mulheres, apoiadas por algumas centenas de homens, fizeram uma corrida pelas ruas de Beirute para reclamar mais espaço na sociedade.

E entre as corredoras-ativistas, a deputada que resolveu fazer da luta pelos direitos da mulher uma bandeira para concorrer à presidência do Líbano.

“Ainda vivemos em uma sociedade que tem uma mentalidade patriarcal, feudal e machista, com muita discriminação”, afirma a deputada Nadine Moussa.

Nadine lembra que ela é uma das quatro mulheres entre 124 homens no parlamento.

“Mulheres ainda não são levadas a sério nesse país”, diz a deputada.

Deputada promete insistir na luta pelos direitos da mulher no Líbano

Mas Nadine promete insistir nas próximas eleições. Aisha fala dos abusos sempre que pode, para expulsar o fantasma. Naíma dança com orgulho. E as ativistas correm contra as leis, contra o machismo e contra o tempo, fazendo o possível para chegar logo ao século XXI.

Fonte:G1/FANTÁSTICO

Neymar faz tratamento para se livrar das dores por pancadas de chilenos

O dia foi de folga para a Seleção, mas Neymar não teve muito descanso. O "Fantástico", da TV Globo, informou que o craque começou a fazer tratamento na noite de sábado e continuou ao longo do domingo para se livrar mais rápido das dores que o incomodaram por causa de uma pancada na coxa direita durante a classificação do Brasil diante do Chile, depois de empate por 1 a 1 nos 120 minutos e vitória por 3 a 2 na disputa decisiva por pênaltis (assista no vídeo acima ao craque mancando na saída do Mineirão). Segundo o programa, o camisa 10 dormiu com bolsas térmicas na região e trabalhou com seu fisioterapeuta pessoal, em sua casa, em Santos.Neste domingo, o funkeiro "MC Nego do Borel" compartilhou vídeo em sua conta pessoal no Instagram que mostra um encontro com Neymar. Nas imagens registradas no Guarujá, o atacante do Barcelona canta a música "Eu adoro, eu me amarro".

- Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk hoje eu tive o prazer de passar o dia ao lado do meu irmão ídolo. Que deus te abençoe sempre, irmão. Forças. Quero agradecer ao mano xandii e ao mano @crisguedes91. Sempre resenha, manooo !!! Hahhahaha Só risada com esses caras sempre família… Muitas emoções, alegria, ousadia e diversão, irmão … vamos com tudo, Neymar – escreveu o artista.Neymar se reapresenta com a Seleção às 11h (de Brasília) desta segunda-feira, na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, de onde a delegação segue de ônibus para a Granja Comary, em Teresópolis. O craque vai ser reavaliado pelos médicos da CBF para saber como vai trabalhar ao longo da semana. A programação prevê um treino regenerativo para os titulares, à tarde.

A Seleção viaja para Fortaleza na quarta-feira. No dia seguinte, deve fazer o reconhecimento do gramado da Arena Castelão, onde enfrenta a Colômbia, na sexta-feira, às 17h (de Brasília). A TV Globo, o SporTV e o GloboEsporte.com transmitem a partida ao vivo, e o site acompanha em Tempo Real.

FONTE:G1/SELEÇÃOBRASILEIRA

Mudança no MP: Dr Fábio Manzano não é mais promotor de Ipu

Confirmada a notícia da transferência do promotor de justiça de Ipu Dr Fábio Manzano. Informação auferida no Fórum Dr Francisco Pereira Pontes. 


Já temos inclusive o nome do novo promotor do MP (ministério Público) de Ipu, trata-se de sua excelência Dr José Ribeiro dos Santos Filho, que atuava como titular do MP da cidade de São Gonçalo do Amarante. A transição aconteceu da seguinte maneira; Como era do interesse do promotor de São Gonçalo do Amarante mudar de ares, fato que foi ao encontro do pedido de transferência do titular do MP de Ipu. Foi feita então uma permuta, uma troca.


Dr Fábio Manzano estará assumindo o MP de São Gonçalo do Amarante, perto de Fortaleza, onde ficará mais próximo de seus familiares, e o Dr José Ribeiro dos Santos Filho é de fato e de direito, o novo promotor de Ipu. Aguarde mais informações aqui neste veículo midiático a respeito da mudança no MP (Ministério Público) de Ipu, sobretudo no concernente ao novo promotor desta urbe. 

FONTE:FRANCISCOJOSÉ

Câmara aprova nome de Rua: Maria Martins de Farias, Projeto do vereador Alberto

A Rua Projetada fica localizada no Bairro Pereiros ao lado do Posto e Pousada São Pedro frente com a rodovia CE-032 saída de Ipu para Pires Ferreira (CE).


O vereador Alberto Martins apresentou o Projeto de Lei número 03/2014 no dia 06 de março de 2014 e, após enviado às Comissões Permanentes da Casa, voltou ao Plenário na última sessão ordinária do primeiro período legislativo ocorrida na última quinta-feira, (26/06), onde foi submetido e aprovado por unanimidade.


A travessa passa a chamar-se por Maria Martins de Farias após a publicação.

FONTE:IPUNOTÍCIAS

Elenco da Colômbia curte folga com os familiares no litoral de São Paulo

Depois de uma grande vitória, nada melhor do que descansar com os familiares e curtir o ótimo momento. É dessa maneira que os jogadores da Colômbia passaram o domingo de folga, concedida como prêmio pelo técnico José Pekerman após o triunfo sobre o Uruguai por 2 a 0, no último sábado, no Maracanã, resultado que garantiu os cafeteros nas quartas de final da Copa do Mundo pela primeira vez na história. O rival da próxima etapa será o Brasil, na próxima sexta-feira, no Castelão, em Fortaleza.


A delegação deixou o CT de Cotia por volta do meio-dia e seguiu de ônibus para o Guarujá, onde os parentes estão hospedados durante o mundial. Apenas o lateral-esquerdo Pablo Armero foi mais tarde de táxi. O almoço foi feito pelas mães dos jogadores. Na sequência, cada um fez o que quis. O meia James Rodríguez foi com o goleiro Mondragón a uma churrascaria em Santos. O goleiro Vargas preferiu foi passear no shopping. A curiosidade é que, como não havia táxi para transportá-lo, ele pediu carona em uma ambulância. Já 


Alguns jogadores conversaram rapidamente com os jornalistas. O atacante Jackson Martinez, que atuou como titular nas últimas duas partidas, disse que o grupo está motivado e que é possível vencer o Brasil.- No futebol tudo é possível, temos de acreditar. A classificação foi muito difícil. Mas temos um corpo técnico que está fazendo um grande trabalho, pensando a longo prazo. Temos de manter nossa característica, que é sempre ter um coletivo forte. Essa partida será importante não só para nós, como para todo o povo colombiano. A nossa seleção não tem limites, sonhamos em chegar o mais longe possível – afirmou o jogador do Porto (POR).
Sanchez Colômbia Copa do Mundo (Foto: Marcelo Prado)
Já o volante Fred Guarín, comemorou o fato de ter reencontrado seus familiares.


- Isso dá muita força antes de uma partida tão importante – disse.O também atacante Ibarbo reconhece que a seleção que é comandada por Neymar será um teste de fogo para a sua equipe.

- Vamos enfrentar um rival de muita história e que é favorito – resumiu.
Ibarbo Colômbia Copa do Mundo (Foto: Marcelo Prado)

A delegação voltará para Cotia ainda neste domingo. A partir desta segunda-feira, acabou a moleza. O primeiro treino da semana no CT Laudo Natel está marcado para 15h30. Na quarta, a delegação seguirá para Fortaleza, palco do confronto diante do Brasil. Como não tem nenhum jogador machucado ou suspenso, Pekerman poderá escalar o que tem de melhor para buscar a classificação. 

FONTE:G1/COPADOMUNDO

Banheiros Fantasmas: Justiça ordena bloqueio de bens de Camilo Santana, Cartaxo e Jurandir,ESSE É FUTURO GOVERNADOR DO ESTADO SERÁ?

RELEMBRANDO A MATÉRIA FEITA Por Kézya Diniz em Banheiros Fantasmas 18 de outubro de 2012


Banheiros Fantasmas: Justiça ordena bloqueio de bens de Camilo Santana, Cartaxo e Jurandir

O juíz da comarca de Horizonte, Região Metropolitana de Fortaleza, ordenou o bloqueio dos bens do atual secretário das Cidades do Estado, Camilo Santana, e dos ex-titulares da pasta, Joaquim Cartaxo e Jurandir Santiago. A decisão faz parte da ação que investiga o esquema conhecido como o escândalo dos Banheiros Fantasmas.

E mais
Além de Camilo, Cartaxo e Jurandir, os bens de outros 18 réus do processo também foram bloqueados. O ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Teodorico Menezes, está entre os réus. além de seus parentes e funcionários.

Relembrando o escândalo dos banheiros Fantasmas
Só para municípios da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram liberados mais de dois milhões de reais para a construção de cerca de mil kits sanitários que nunca saíram do papel. Os ex-secretrários Joaquim Cartaxo, Jurandir Santiago (ex-presidente do BNB) e o atual secretário Camilo Santana assinaram as liberações dos recursos e as prorrogações dos prazos para a conclusão das obras.

Leia ainda:

O caso dos banheiros fantasmas foi descoberto inicialmente em Pindoretama, na RMF. Mas foi apenas a ponta do Iceberg de corrupção e desvio de dinheiro público. Uma rápida consulta ao Diário Oficial do Estado podemos encontramos vários convênios firmados entre a Secretaria das Cidades e associações recém fundadas e completamente desconhecidas dos moradores de municípios em que deveriam estar funcionando.

Só na RMF
No total foram oito convênios firmados com cinco entidades, totalizando R$ 2.052.000,00 dos cofres do Estado para financiar o esquema de banheiros fantasmas. Em vários os casos citados na denúncia, existem indícios de relacionamento entre os representantes das entidades e o do ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE), Teodorico Menezes.

Com informações do O POVO


BLOG DT NOTÍCIAS

BLOG DT NOTÍCIAS
VOCÊ FICA BEM INFORMADO COM AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DE IPU REGIÃO